Fórum Zegg

Também conhecido como: Fórum de 1 minuto e Fórum Temático

Contexto

Todo grupo, organização ou comunidade precisa ter tempo e espaço para:

  1. Fortalecer seu propósito

  2. Compartilhar de forma profunda seus pensamentos, sentimentos e necessidades para construir empatia e confiança mútua

  3. Compreender as visões e valores individuais (o que move cada um).

Um método que pode ser muito útil na construção de confiança e maturidade dentro de comunidades e grupos, ao mesmo tempo que fortalece o propósito interno, é o FORUM.

O Forum pode ser usado para um grupo expandir conceitos, entendimentos ou pensamentos (a respeito de um tema, usualmente polêmico ou que envolve valores pessoais, ou de forma aberta), criando um espaço de escuta e de empatia e evitando conversas no aspecto concordo x discordo ou triangulações.

O grupo fica sentado em círculo e, uma pessoa vai ao centro para falar: a pessoa que está no centro fala a partir dela e às pessoas que compõem o círculo escutam em silêncio.

No Fórum temático traz-se um tema, uma pergunta que está viva no grupo, para que cada um traga seus pensamentos a respeito. Pode ser sobre algo que já aconteceu, uma checagem de como está sendo os processos de trabalho ou algo que se intenciona fazer no futuro.

O Fórum de 1 minuto pode ser usado como um check-in - a pessoa traz como ela está chegando, quais os sentimentos envolvidos em relação ao grupo.

O Fórum Zegg (os dois acima são variações mais simples desse, mas a abordagem é a mesma) é aberto para que a pessoa traga o que está quente pra ela, podendo ser um processo mais profundo e mais longo. Há a participação de um número reduzido de pessoas.

Forças

A estrutura do Fórum permite que se acesse o pensamento e os sentimentos individuais diante do grupo, cuidando dos aspectos de transparência, empatia e vulnerabilidade. É um espaço de escuta profunda e atenta.

A força da ferramenta está em abrir um campo para que temas polêmicos, conflitos e situações difíceis sejam colocadas para o grupo.

Há um forte trabalho de auto-responsabilização (sobre o que trago para o grupo, sobre a forma como apresento, sobre como sou transparente) que pode ser muito benéfico para a compreensão e a prática da autonomia.

Problema

As pessoas precisam de espaço para apresentar como estão se sentindo na relação com o grupo, como alguns temas ressoam nela e construir um espaço de confiança para que a transparência, a confiança, a autonomia e a eficácia aconteçam de forma fluida.

Solução

O Fórum é uma tecnologia que pode ser usada durante o Modo Cuidar.

OBS: É importante que haja um Facilitador e um Co-Facilitador (para ser um apoio e cuidar do círculo quando o Facilitador vai ao centro).

Propor alguns acordos para o espaço do Fórum, na linha de:

Quem entra no centro, fala em primeira pessoa. "Sempre que falo, expresso de como algo é pra mim, meus sentimentos e necessidades. Mesmo que eu cite outras pessoas, estou falando como a situação é vivida por mim."

Quem está no círculo, exercita o “suspender os julgamentos” para ouvir com empatia o que o outro traz; muitas vezes percebo meus julgamentos, mas deixo-os de lado para estar presente para o outro que está no centro. O que cada um fala é verdadeiro e importante. Nesse momento só há a escuta, é importante que se evite falas e gestos.

A Facilitação está presente para intervir minimamente, cuidando mais dos aspectos de tempo, clareza da proposta, lembrança dos acordos. O Facilitador pode apoiar a pessoa que está no centro, com perguntas de checagem para buscar mais clareza ou lembrando sobre aspectos importantes como falar a partir dela. É importante que a pessoa se mantenha no território da autoresponsabilização e saia do centro bem.

Confidencialidade do que é tratado no grupo.

Se uma pessoa quiser conversar com a outra sobre algum ponto tratado, sugere-se que ela faça uma checagem interna sobre o que a move para essa conversa e se ela irá agregar para quem trouxe o ponto ao centro (ou ela só quer se justificar, quer concordar ou discordar, dar conselhos etc). Se for algo que envolve sentimentos profundos ou assuntos polêmicos, sugere-se uma espera de 24 horas (é a prática usual), para que haja tempo suficiente para o assunto ser decantado pela pessoa que foi ao centro.

O facilitador explica a dinâmica e faz uma introdução ritualística para abertura do espaço (o espaço está aberto para …):

Fórum de 1 min: o círculo estará aberto para que cada um, se tiver vontade, entre e traga como está se sentindo. Quando der 1 minuto, o Facilitador faz um som (sono, por ex.) avisando do tempo para que a pessoa tenha consciência e possa seguir fechando sua fala. É especialmente útil para check-in do CUIDAR ou quando grandes decisões serão tomadas.

Fórum Temático: um tema é proposto pelo Facilitador - uma palavra, uma pergunta - e há o convite para que as pessoas entrem e se expressem a respeito. Não há demarcação de tempo; se o grupo for grande pode-se combinar de ter um aviso após xx min como referência. Fórum Zegg: o Fórum Zegg propriamente dito segue a mesma estrutura, porém não são colocados contornos de tempo ou assunto. Abre-se o centro para a pessoa que sente necessidade falar ou se expressar entre e traga seu ponto.

Esse modelo pode demandar uma facilitação mais estruturada, principalmente se a pessoa tem sentimentos vivos e não muita prática de expressão a partir de como isso é pra ela. É importante que haja Facilitadores experientes conduzindo esses Fóruns ou, pelo menos, as primeiros práticas onde um número maior de intervenções pode ser necessário. O Fórum é um momento de reflexão e de trazer percepções para consciência e o Facilitador ajuda para que não se entre em processos de vítima, algoz, divagações externas etc. OBS: No Fórum Zegg há ainda a opção de pessoas do círculo darem “espelhos” - trazerem falas, expressões ou inquietações sobre o que viu sendo expresso pela pessoa que foi ao centro; para esse caso é muito importante que já exista um campo de confiança e auto-responsabilização no grupo e que as pessoas tenham clareza do que é dar um espelho (cuidando para que se perceba se houve identificação, se a intenção é dar conselhos etc). O Facilitador também facilita o espelho.

O Fórum aberto pode demandar mais tempo, então é sempre bom considerar o tempo disponível e trazer com clareza para o grupo (para criar contorno ao tema ou para combinar que pode haver necessidade de estender o horário, eventualmente).

Contexto resultante

A prática do Fórum permite que as pessoas trabalhem o auto-conhecimento e o conhecimento empático do grupo, aprendam a utilizar o espaço para cuidar dos sentimentos desbloqueando outras questões do trabalho do grupo (reuniões, acordos etc). Para algumas pessoas o Fórum é algo libertador e encantador e para outras, apesar de reconhecerem a importância, algo que demanda esforço e abertura.

Cuidar dos acordos e checar como as pessoas estão se sentindo ao final dos encontros é importante. Atividades complementares como escuta empática em pares, exercício de ranking, exercício sobre julgamentos etc podem (e devem, no início do grupo principalmente) ser utilizadas como aquecimento.

Fundamentação

Esse padrão tem inspiração no trabalho do Zegg Fórum.

Usos conhecidos

Já foi usado em times diversos, em comunidades, organizações privadas e sem fins-lucrativos. É uma prática que acontece há mais 40 anos em comunidades e ecovilas, e que está sendo introduzida e adaptada para outros contextos.